terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Estudante de Harvard quer transformar consumidores de moda em investidores

A home do Fashion Stake: o projeto, ambicioso, quer transformar consumidores em investidores através da venda de ações atrelada a benefícios © Reprodução
O mais novo e-commerce de moda internacional não vai vender apenas roupas, mas sim ações. É isso mesmo: com apenas US$ 50, consumidores poderão adquirir shares de determinadas grifes e ganhar, com isso, uma série de benefícios.
Pelo menos é o que imagina Vivien Weng, estudante de administração em Harvard. Em entrevista concedida ao jornal “WWD”, ela explicou: “O segredo da moda é que ninguém tem muito dinheiro”. Com o Fashion Stake, Weng aposta numa aproximação mais efetiva entre estilistas e consumidores.
Ao comprar US$ 50 em ações de determinada marca, os investidores recebem créditos para utilizar em compras, ofertas especiais, previews exclusivos, visitas aos showrooms e até convites para desfiles. A iniciativa surgiu após estudos que apontavam que os consumidores de moda se mostram mais interessados em desfrutar de experiências próximas dos estilistas que admiram do que apenas ganhar descontos na hora da compra – aquele gostinho insider que, até agora, é saboreado por poucos.
Para o lançamento, Weng quer começar com 5 estilistas, dos quais revela apenas um nome: o ex-participante do programa de TV “Project Runway”, Althea Harper. O processo de seleção promete ser criterioso: é exigido que os estilistas já tenham produzido ao menos uma coleção e já tenham estabelecido uma boa cartela de clientes.


Outro ponto interessante sobre o Fashion Stake é que, ao abrir as ações de uma jovem grife para o mercado investidor, o papel dos consultores de moda praticamente desaparece: se antes esses profissionais eram o intermédio entre o público e os estilistas, agora a marca poderá receber direto de seus clientes quais são suas necessidades em cada temporada.


Matéria publicada em abril de 2010,mas achei a ideia bem interessante.Fashionista se liga nesse nincho....




FONTE: DIVULGAÇÃO

Um comentário:

Aldeã, disse...

Muito bacana isso! Bem que aqui podia ser assim, muito estilista verdíssimo sai da faculdade se achando o "mestre do glamour" e se depara com a "cruel" realidade de nossas fábricas...Gostei!!!
Beijocas